GORDO NÃO PODE USAR CROPPED

27/10/2015

O que já foi moda no passado, voltou a ser moda na atualidade, o cropped para os homens, que até algum tempo era usado apenas por mulheres. Vou ser sincero, eu nunca curti cropped, nem em homens, nem em mulher, independente do corpo, dependendo da roupa, eu até gosto, mas em homem, eu realmente achei uma moda masculina meio ridícula. Mas não é sobre isso que venho falar com vocês hoje. Muita gente gostou dessa moda, ok. A maioria dos garotos que eu vejo falarem sobre cropped, são gays, e algumas vezes eu vi no facebook e no twitter "gordo não pode usar cropped, fica feio" "só vai ter bixa gorda usando cropped, com as banhas saltando pra fora" "cropped é só pra quem é magro e/ou sarado" entre outros "argumentos" e é sobre isso que eu quero falar: gordofobia.

Antes de tudo, quero deixar uma coisa bem clara pra sociedade LGBT ou GGGG, se vocês falam o tipo de coisas que citei acima, pare, você luta contra a homofobia, contra um preconceito, não reproduza outro tipo de preconceito, principalmente dentro da comunidade a qual você pertence (o argumento vai pra qualquer LGBT e qualquer preconceito pelo qual você luta contra), você não pode lutar contra um preconceito, sendo preconceituoso.

Agora, isso é pra todo mundo: Vivemos numa sociedade onde diariamente temos que lutar contra diversos preconceitos, um preconceito que é um dos mais vividos e menos reconhecidos, é a gordofobia. Por causa dessa maldito padrão de beleza que nos foi imposto, por conta disso tem gente que acaba ficando doente por tentar emagrecer pra poder se encaixar nesses padrões, pra ser aceito pela sociedade, porque lhes é dito que ser gordo é feio, nojento, anormal, inapropriado, que é falta de saúde e muito mais coisas. Uma coisa que vocês tem que entender é que tudo isso é mentira, ser gordo não é feio, não é nojento, não é anormal, inapropriado e também não faz mal à saúde, se não em casos extremos ou de diabetes (lembrando que não precisa ser gordo pra ter diabete). Diariamente vejo gente falando coisas horríveis sobre gordo, usando "gordo/a" como ofensa, principalmente entre as meninas e os gays, porque convenhamos, hétero não parece se importar muito com isso (não generalizando). Por conta da gordofobia, pessoas ficam doentes, sem auto-estima, com depressão, com nojo e ódio de si mesmo. Vocês já pararam pra pensar que tem gente que não pode emagrecer porque está na sua genética?

Agora a dica do dia: Parem de falar essas coisas sobre gordos, porque ser gordo é normal e é bonito, lindo, assim como ser magro, nós não temos que nos encaixar em padrões, nós temos que nos amar, amar do nosso corpo independe do tamanho, e principalmente cuidar do NOSSO corpo e não do corpo alheio. Parem de dizer que gordo não pode usar cropped, porque pode sim, quer fique colado ou não. 
As únicas regras pra usar cropped (e qualquer outra roupa) são: querer, gostar e se sentir confortável, o que a sociedade vai falar sobre isso não importa. Porque somos bonitos em todos os tamanhos e devemos espalhar isso, outra dica que eu vou dar a vocês é que respeitem os outros, independe de tamanho, gênero, sexualidade e etc., porque todos nós queremos ser respeitados e é respeitando que vamos receber respeito dos outros. 

Espalhe amor e não ódio.

Vou deixar aqui a foto do garoto que me inspirou a escrever esse post sobre o assunto, você também pode ver o vídeo aqui [x]:


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Arrasou! Sempre que vejo um texto desses aqui na blogosfera, escorrem umas lágrimas de alegria! Achei muito legal você expôr este tema por aqui, até porque MUITA gente acha que gordofobia não existe e que ser gordo = ser feio. Entendo que, muitas vezes, gosto, ou o ato de gostar/preferir algo, é uma construção social. Desde novas, por exemplo, as meninas são ensinadas a manter o peso, manter o corpo e cuidar dele para que não tenham estrias, celulite e etc e daí, quando se deparam com alguém que tem essas coisas, ficam meio "ah, não acho isso bonito, assim, não tenho nada contra mas eu prefiro....". Digo que nós agimos dessa maneira porque em algum momento da nossa vida fomos preconceituosxs com relação a algo, justamente por causa dos padrões da sociedade e etc. Enfim, acho que poderia escrever um textão sobre isso aqui :P
    Obrigada por compartilhar este tipo de assunto! É importantíssimo que mais pessoas desconstruam seus preconceitos e textos como este ajudam e muito nisso ;)
    Beijos,
    Nalu
    www.coisasafins.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, meu amor, fico feliz que tenha gostado ♥
      O intuito do texto é exatamente esse: desconstruir conceitos -neste caso sobre o corpo e moda- impostos pela sociedade e mostrar que existe sim preconceito com gente "fora do peso" e também incentivar às pessoas que amem seu corpo, independente do tamanho ou da forma.

      Excluir
  2. Arrasou ! Gordo, magro , homem ,mulher , cachorro , dinossauro ... Enfim pode sim usar cropped Independente de raça e gênero . Não ao preconceito . pra quem gostou dessa moda se sinta a vontade pra usar cropped e seja feliz! ✌😘

    ResponderExcluir
  3. O estigma da gordura que atualmente constrói a sociedade ocidental, há alguns seculos atrás apresentava-se como uma caraterística valorizada entre aquelas pessoas. Isso mostra que o corpo é modelado de acordo com cultura no qual está presente. Essas pessoas que se incomodam com pessoas gordas precisam entender que seus corpos magros ainda hoje não são valorizados em todas as sociedades. Elas precisam estudar mais antropologia. Mas não são vocês que iram dar essa aula pra elas. Eu penso que pessoas gordas devem gastar o seu tempo consigo mesmas. Quem quiser desconstruir gordofobia ok, não faz mais que a obrigação, e quem não quiser... ai dizemos aquela frase né: o seu problema comigo, é o SEU problema.

    http://psicotendencia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que devemos nos sentir confortável e amar nosso corpo, independente de cultura ou do que a sociedade vai pensar. O que realmente importa é nós gostarmos do nosso corpo e não a opinião dos outros sobre eles.

      Excluir